imagem

DIA INTERNACIONAL DA LUTA FEMININA!


Foto: Coisas boas acontecem

É dia da mulher? É sim. É dia de comemorar? É sim. Mas nós não vamos comemorar apenas por sermos do sexo feminino. Vamos comemorar a nossa luta. Vamos comemorar que muitas manas não se calaram depois que conheceram o feminismo. Vamos comemorar que a cada dia mais as mulheres estão se unindo e deixando de ser rivais. Vamos comemorar que o amor-próprio nunca esteve tão em alta <3 Por mais que ainda não tenhamos chegado onde queremos, vamos comemorar o que nós já conquistamos. A luta não tá nem perto de acabar. Mas quem disse que estamos perto de parar de lutar? Todos os dias mulheres são silenciadas, violentadas, estupradas, abusadas, assediadas... em decorrência dessa falsa superioridade que o homem acha que tem sobre a gente. Só uma mulher sabe o alívio que sente ao encontrar com outra mulher numa rua escura. Mesmo que nenhuma palavra seja dita, mesmo que elas nem se conheçam. No nosso silêncio, agradecemos por ter outra mulher ali. Isso sem falar nos outros inúmeros problemas a que somos submetidas constantemente: tem a culpabilização da vítima, a mercantilização do corpo, a padronização estética, a violência doméstica, a objetificação, a desigualdade salarial, o revenge porn. Ou seja, a gente sofre por infinitos julgamentos e vivemos todos os dias sob o pensamento machista que, admitamos, é generalizado e compartilhado, escondido em pequenas atitudes ou pequenas frases que oprimem e agridem.

Então, por favor, não me venha com flores. Venha até mim com respeito.

EU QUERO SER RESPEITADA. Que o meu caráter não seja mensurado pelo tamanho da minha roupa. Quero andar na rua sem ter medo de ser violentada. Ou objetificada. Não quero ser tocada sem a minha permissão. Não quero que você decida o que eu devo ou não fazer com meu corpo. Ou com a minha vida. Cansei dessa competição entre as próprias mulheres. Juntas somos mais fortes!


Enfim, quero ressaltar aqui que hoje, dia 8 de março, é um dia feminista. E que feminismo não significa o contrário de machismo. Machismo é opressão. Feminismo é lutar pela equidade de direitos. Feminismo é ver a mulher como indivíduo livre que é, dona de seu corpo e de suas vontades. “Eu, dona de mim, se fiz foi porque tava a fim”, tá bem? Tá bem.

O dia é nosso, o ano vai ser nosso, depois a década, o século… Até o dia em que a gente se libertar.


Foto: Empodere duas mulheres

Beijinhos de luz :* para todas as guerreiras que somos!

Próxima postagem
Postagem anterior

Comentários

Share

Observações

  1. Sim! Beijinhos de luz para todas as guerreiras que somos /

Os comentários estão fechados.